$wpsc_last_post_update = 1506427393; //Added by WP-Cache Manager $wpsc_last_post_update = 1506427393; //Added by WP-Cache Manager
Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/comun306/public_html/wp-content/wp-cache-config.php:2) in /home/comun306/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase2.php on line 60

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/comun306/public_html/wp-content/wp-cache-config.php:2) in /home/comun306/public_html/wp-includes/feed-atom.php on line 8
DCOS Departamento de Comunicação - Universidade Federal de Sergipe 2017-09-26T12:03:13Z http://comunicacao-ufs.com.br/feed/atom/ WordPress Mariana Vidal <![CDATA[CAMPANHA DE DOAÇÃO DE LIVROS E BRINQUEDOS – OFICINA PROPAGANDA]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=3076 2017-09-26T12:03:13Z 2017-09-26T12:03:13Z Leia Mais]]> A Oficina Propaganda, Empresa Júnior do curso de Publicidade e Propaganda, está realizando uma campanha em parceria com outras empresas juniores da UFS e de centros acadêmicos para arrecadação de brinquedos e livros infantis destinados ao Projeto Irradiar.

O Irradiar é um projeto realizado por estudantes da UFS e voltado para a contribuição com o bairro Rosa Elze, lá são realizadas atividades com crianças e adolescentes que vão desde cursos de eletrônica a modalidades esportivas, como o judô.

A campanha visa arrecadar livros e brinquedos para as crianças assistidas pelo projeto, elas têm entre 7 e 12 anos e todo o material arrecadado será doado no Dia das Crianças tanto para as próprias como também para o Irradiar, abastecendo assim a biblioteca lá existente.

As arrecadações irão até o dia 4 de outubro e os pontos de coleta estão localizados nas empresas juniores e centro acadêmicos abaixo:

  • Oficina Propaganda (Departamento de Comunicação Social);
  • Starteq (Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET), ao lado da Secretaria do Departamento de Engenharia Química);
  • Easy (DEAM – Departamento de Engenharia Ambiental);
  • Excelência Jr. (Departamento de Secretariado Executivo);
  • Reina Consultoria (Didática 3, 1º andar);
  • EJAUFS Consultoria (Edifício do CCSA);
  • Rating Consultoria Econômica (Centro de Ciências Sociais Aplicadas 2, sala 44);
  • Softeam (Departamento de Computação, centro de vivência);
  • Centro Acadêmico de Engenharia Elétrica e Eletrônica – Caengel (Departamento de Engenharia Elétrica, segundo piso);
  • Centro Acadêmico Silvio Romero (Centro de Ciências Sociais Aplicadas 2).

É importante que os brinquedos e livros estejam em bom estado, já que serão presentes para outras crianças. Cada doação terá muito significado para quem receberá, então participe! Separe o que puder e procure o ponto de coleta mais próximo, não custa nada, mas sua contribuição valerá bastante.

]]>
Mirian Santos <![CDATA[Novo projeto pedagógico de curso é aprovado]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=3036 2017-04-13T21:24:40Z 2017-04-13T21:04:55Z Leia Mais]]> Na semana passada foi aprovado o novo Projeto Pedagógico de Curso (PPC), que cria o curso de Graduação em Jornalismo (Bacharelado), A segunda etapa para implementação do curso que consiste na coleta de assinaturas dos estudantes de jornalismo dando anuência às mudanças para que a transição deles para o novo curso criado possa ser feita, foi iniciada na última quinta-feira, 12.

Este processo é facultativo, nele o aluno declara estar ciente sobre as mudanças: carga horária; às disciplinas, com seus pré-requisitos e ementas; às equivalências entre disciplinas antigas e novas; às atividades complementares e a​o estágio curricular obrigatório em jornalismo.

Essa declaração também apresenta três anexos: (1) ​Relação de disciplinas do novo currículo, por período e pré-requisitos correspondentes​; (2) Tabela de equivalência entre as disciplinas do currículo antigo e do novo​; e (3) Síntese das normas do estágio curricular obrigatório.

Na próxima semana, os professores de jornalismo passarão  o documento nas salas de aula, eles esclarecerão as dúvidas e discutirão em sala. A declaração também estará disponível na secretaria do nosso departamento. Na segunda-feira (17) e na terça-feira (18) será realizado um plantão de atendimento, no horário de 9h às 12h e de 14h às 17h no DCOS.

O prazo de recolhimento das assinaturas de todos os interessados pela transição para o novo curso criado é até a próxima quinta-feira (20). Confira o documento do PPC completo AQUI.

 

 

]]>
Andrea Chagas <![CDATA[Reunião do Procad nacional é destaque na UFS]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=3006 2017-03-24T01:52:42Z 2017-03-24T01:52:42Z Leia Mais]]> No próximo dia 27 acontecerá na UFS a reunião do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica – PROCAD. A proposta do evento é apresentar os resultados obtidos pelas equipes do PROCAD em território nacional, coordenado pelas equipes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Nesta fase da pesquisa, o objetivo consistiu em analisar a realidade das cidades mais distantes da zona de influência das capitais, a fim de investigar as realidades de acesso aos meios dos jovens nos interiores dos estados brasileiros.

Os ministrantes serão os professores Matheus Felizola e Vítor Braga (UFS), que apresentarão os resultados da pesquisa feita pela equipe de Sergipe; Jane Aparecida Marques, Guaciara Barbosa e Netília Seixas (UFPA), relatando os resultados do grupo no Pará; e Mariangela Toaldo e Nilda Jacks (UFRGS), apresentando os dados oriundos da pesquisa no Rio Grande do Sul.

O evento, que é uma ação realizada pelo PROCAD, organizado localmente pelo Grupo de Pesquisa em Marketing da UFS, é aberto a estudantes da graduação e da pós-graduação em Comunicação e acontecerá das 8:30 às 13 h, no Auditório da ADUFS, e terá carga horária de 5 horas.

Inscrições e demais informações do evento poderão ser feitas pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa).

]]> Andrea Chagas <![CDATA[Aula inaugural é uma das atrações de evento de Comunicação na UFS]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=3013 2017-03-27T13:57:57Z 2017-03-23T15:47:37Z

Leia Mais]]> No dia 27 de Março acontecerá a aula inaugural do mestrado em Comunicação da UFS, com o tema “Novos caminhos da comunicação: perspectivas do audiovisual”, contando com a participação das professoras Sonia Aguiar (PPGCOM – UFS), Miriam Rossin (PPGCOM – UFRGS) e Netilia Seixas (PPGCOM – UFPA).
Sonia Aguiar é graduada em Jornalismo pela UFF, mestre em Comunicação pela ECO-UFRJ e doutora em Comunicação/Ciência da Informação (ECO-UFRJ/Ibict), com estágio pós-doutoral no Programa de Pós-graduação em Geografia da UFF. Atualmente é professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFS, coordena o Laboratório Interdisciplinar de Comunicação Ambiental (LICA) e o Grupo de Pesquisa Geografias da Comunicação Regional (CGR), ambos ligados ao PPGCOM-UFS. Tem atuado como avaliadora adhoc de periódicos científicos como Brazilian Journalism Research(BJR), Sur le Journalisme, Comunicação & Inovação, Ambiente & Sociedade.
Miriam Rossini é bacharel em Comunicação Social – Jornalismo pela PUC/RS, licenciada e bacharel em História pela UFRGS, mestre em Artes-Cinema pela USP, possui doutorado em História pela UFRGS, com Doutorado Sanduíche na França junto à École des HautesÉtudes en Sciences Sociales. Atualmente éprofessoraassociada do Departamento de Comunicação (DECOM) e do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação (PPGCOM) da UFRGS e coordenadora do Grupo de Pesquisa Processos Audiovisuais (PROAv-UFRGS).
Netilia Seixas é Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UFPA, Especialista em Teoria e Metodologia da Comunicação, Mestre e Doutora em Letras, na área de concentração em Linguística, pela UFPE. Atualmente é professora adjunta da Faculdade de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia da UFPA e coordena o Grupo de Pesquisa em História da Mídia na Amazônia, com sede na UFPA.
O evento é direcionado aos mestrandos em comunicação da UFS, acontecerá das 15:00 às 19:00h, no Auditório do Departamento de Comunicação da UFS, com carga horária de 4 horas.
As inscrições e demais informações do evento poderão ser feitas pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa).
]]>
Andrea Chagas <![CDATA[10ª Mostra Cine Qua Non: o cinema francês discute o racismo]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=3004 2017-03-23T15:44:24Z 2017-03-23T12:49:10Z Leia Mais]]> A “10ª Mostra Cine Qua Non: o cinema francês discute o racismo” está vinculada ao projeto PIBIX 2017 “Cine Qua Non: Culturas Hispânicas e Francófonas no Cinema”. Com o intuito de promover uma reflexão sobre o racismo e uma discussão sobre a sua abordagem no cinema francês, propomos uma mostra com 3 filmes que pontuam essa questão, do final da década de 1950 até 2016. Os filmes escolhidos permitirão uma análise historiográfica do conceito de racismo, sobre a construção e o uso da imagem do negro nas artes e na publicidade, além de uma análise sobre gêneros fílmicos e suas particularidades diante da temática da Mostra.

De 3 a 5 de abril, das 15h às 19h, no auditório da BICEN

03/04 (segunda-feira)

  • “Eu, um negro” (1959, Jean Rouch), comentários do professor Wellington Júnio Costa (DLES);

04/04 (terça-feira)

  • “Vênus Negra” (2010, Abdellatif Kechiche), comentários do professor Carlos franco Liberato de Sousa (DHI)

05/04 (quarta-feira)

  • “Chocolate” (2016, Roschdy Zem), comentários da atriz Thaty Meneses.

Inscrições pelo SIGAA até o dia 1º de abril.

]]>
Andrea Chagas <![CDATA[DCOS Convida Arnon Gonçalves para Bate-papo sobre Fotografia]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=2983 2017-03-21T14:00:15Z 2017-03-10T13:46:09Z Leia Mais]]> Na próxima quarta-feira, 15, o fotógrafo Arnon Gonçalves bate um papo sobre fotografia de rua, fotografia documental e seus projetos na Alemanha. Acontecerá na sala de projeção da Didática VI, às 9h.

Sobre o convidado:

Arnon Gonçalves é graduado em Jornalismo (UNIT) e pós-graduado em Comunicação e Novas Tecnologias (UNIT). Fotógrafo com atuação em jornal impresso, assessoria de comunicação e coletivo fotográfico. Integrante do Trotamundos Coletivo, que desenvolve projeto nas áreas de produção fotográfica, estudo de linguagem, formação e discussão crítica da fotografia no estado de Sergipe.

Produz também trabalhos na área da fotografia documental, educação e publicidade. Fotógrafo freelancer em Berlim,  na Alemanha e em 2012 foi premiado em segundo lugar, no II Salão de Fotografia de Aracaju (Galeria Álvaro Santos, Aracaju-SE), e em 2014 recebeu menção honrosa “Foto na Vitrine” (Alma Fine Art & Galeria, Salvador-BA).

Conheça mais sobre o trabalho de Arnon Gonçalves.

]]>
Mirian Santos <![CDATA[5 Dicas para ter sucesso no TCC]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=2967 2017-02-20T18:20:28Z 2017-02-20T18:20:28Z Leia Mais]]> O Trabalho de conclusão de curso, o famoso TCC,  é um dos períodos mais temidos pelos alunos. E justamente por isso, eles são assombrados desde o primeiro período com esse compromisso futuro. Mas você sabia que o TCC, assim como qualquer pesquisa acadêmica, tem uma estrutura que deve ser seguida e a partir dela e da orientação feita pelo professor, tudo fica mais fácil? Partindo desse ponto, conheça 5 dicas que irão te ajudar bastante numa conclusão de sucesso para esse trabalho:

DISCIPLINA

Essa é a dica mais clichê, porém sem ela não é possível realizar um bom TCC. Estabeleça horários de pesquisa e estudo, não deixe para escrever os textos de última hora e principalmente, siga às instruções do seu orientador. Se você trabalha e estuda, isso teoricamente te deixa em desvantagem, então algo que você pode fazer para recuperar o tempo que não tem durante a semana, é ser eficaz e intenso nos horários que se dispuser a pesquisar, e claro, gastar várias horas durante o final de semana.

METAS

Que tal competir contra você mesmo? Você pode ser o seu pior inimigo, afinal, a internet, seu sono e suas séries favoritas, entram em guerra todos os dias com o seu trabalho de conclusão de curso. Então, que tal escrever uma lauda por dia? Pode parecer pouco, ou muito para alguns, mas é uma forma de forma de se disciplinar e assim, atingir bons resultados. Estabeleça metas de leitura, escrita e pesquisa, assim você terá um ótimo aproveitamento e poderá absorver e produzir muito mais conteúdo.

CURIOSIDADE

Seja curioso, não se contente com o básico. Leia o máximo de livros que puder e encontre trabalhos que possuam o mesmo tema que o seu, assim você descobrirá especificidades do tema que possam te interessar e acrescentar ainda mais conteúdo à sua pesquisa. Que tal expandir os horizontes e conhecer um pouco mais sobre sua área de pesquisa?

REFERÊNCIAS

Uma dica que não poderia faltar é a necessidade de citação correta. O seu leitor precisa saber de quem é o pensamento colocado no texto, portanto, este deve possuir as citações devidamente colocadas quando necessário. Ao deixar de citar o autor de um determinado pensamento, você está cometendo plágio, então essa é uma dica de extrema importância.

IDEAL

Você não fará uma pesquisa em condições ideais e perfeitas, essa é uma realidade. O que quero dizer é que nem tudo precisa estar perfeito para que seu TCC tenha sucesso. Basta dar o melhor de si, ser verdadeiro e ir fundo nas pesquisas e leituras. O seu Trabalho de conclusão de curso será o fruto de um intenso trabalho, o qual nasce e cresce no decorrer da sua dedicação sobre o tema. Portanto não espere que situações ideais venham até você, mas o contrário, crie as situações para encontrar e realizar aquilo que você precisa.

 

 

 

]]>
Andrea Chagas <![CDATA[Empreendedorismo será destaque na nova grade do curso de Publicidade e Propaganda]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=2932 2017-02-14T13:22:48Z 2017-01-24T15:45:50Z Leia Mais]]> Semestre novo em vista, reformulação de grade pronta e o empreendedorismo será destaque na nova grade do curso de Publicidade e Propaganda aqui do Departamento de Comunicação Social (DCOS).

Com a parceria firmada entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) para o projeto de educação empreendedora “Empreender UFS”, que faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae, assim como nos outros departamentos da universidade, o DCOS também foi contemplado e terá uma disciplina específica de empreendedorismo.

Alguns professores foram convidados para participarem do projeto, de modo tal que eles receberam um curso de capacitação do Sebrae, com carga horária de 32 horas, para utilizar as ferramentas disponíveis e desenvolverem atividades com os alunos. Aqui no DCOS, o convidado foi o Matheus Felizola, professor do curso de Publicidade e Propaganda. Segundo ele, desde a formação o curso de Publicidade e Propaganda já tem uma disciplina onde são trabalhadas práticas empreendedoras, a disciplina é “Planejamento e Gestão Publicitária”.

Mas, com esse novo projeto e a mudança na grade curricular o curso terá uma disciplina exclusiva sobre empreendedorismo. De acordo com o professor, essa disciplina será obrigatória para os alunos do curso de Publicidade e Propaganda. Já os cursos de Jornalismo e Audiovisual não terão essa disciplina obrigatória, porém vagas poderão ser ofertadas para alunos desses cursos como disciplina optativa, ressalta Felizola, que explicou que a disciplina abordará essa área tanto nos modelos de negócio tradicionais e convencionais quanto nos novos modelos de negócio.

O projeto “Empreenda UFS”, além de criar uma disciplina própria para empreendedorismo, também realizará atividades de extensão para que todos os alunos possam participar e aprender sobre o universo dos investidores. E sim, essas atividades contarão como horas extracurriculares, então fiquem atentos.

Esse é um grande passo de inovação aqui no DCOS para ensinar e ajudar os alunos a pensarem e desenvolverem seus projetos de maneira inovadora e sustentável. Para Felizola, a expectativa é que os alunos entendam que empreender é uma nova possibilidade e que eles percebam que logo após a formação eles podem gerenciar e criar empresas sustentáveis, preocupadas com o bem estar social.

]]>
Mirian Santos <![CDATA[Entrevista com aluno egresso: Osmar Rios]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=2947 2017-02-14T13:30:45Z 2017-01-24T13:59:17Z Leia Mais]]> Osmar Rios formou-se em jornalismo no ano de 2013 na Universidade Federal de Sergipe, atualmente ele trabalha no Globo esporte e a convite do DCOS nos concedeu uma entrevista para que nossos alunos possam conhecer um pouco mais sobre a experiência de alguém que já foi aluno da casa.
1. O que lhe motivou a cursar jornalismo? E, mais especificamente, a seguir a área esportiva?

Desde pequeno gosto de comunicação e de esporte. Sempre pratiquei alguma modalidade, às vezes mais de uma ao mesmo tempo. Além disso sempre gostei de escrever e de participar de coisas relacionadas à literatura e artes de um modo geral. Com 5 anos eu organizava campeonatos de futebol de campo e de mesa (também conhecido como botão) entre amigos. E eu não jogava apenas, eu narrava também. Meus amigos diziam que era legal, divertido e eu gostava de fazer isso, tanto que dizia que queria trabalhar em rádio ou televisão fazendo isso. Fora os jornais impressos, revistas e produções audiovisuais que fazia na escola e na casa de uma tia minha. Sendo assim, aliei duas coisas que gosto quando fiquei o esporte e a comunicação. Não cursei jornalismo logo no primeiro vestibular, pois minha família não deixou. Então fui parar na química, outra coisa que gosto bastante até hoje, porém vi que não era algo que queria para fazer o resto da minha vida. Resolvi largar o curso na metade e correr atrás do meu sonho que era o jornalismo.

2. Como é fazer jornalismo esportivo?
Para mim é fantástico. Porque a melhor coisa é fazer o que você gosta, pois você sempre vai buscar fazer aquilo da melhor forma possível. Agora, é claro que não é só gostar, precisa entender também, por isso estou em um processo de aprendizado constante. Sempre busco me atualizar tanto nos esportes quanto nas novas formas de fazer o jornalismo esportivo. Recentemente, finalizei uma pós/MBA em jornalismo esportivo e foi muito boa a experiência, pude aumentar meus conhecimentos e ainda conhecer pessoas de outros estados que atuam nesta área também. Além disso, é um desafio e tanto, até porque o esporte nos dá uma “liberdade” maior no texto, porém para fazermos matérias com qualidade precisamos estar bem preparados, com conhecimentos não apenas do esporte, mas de cultura, política, economia e por aí vai.
3. Conte um pouco da sua trajetória até chegar ao Globo Esporte.

Desde que entrei na UFS, sempre busquei fazer as atividades do curso tentando inserir o jornalismo esportivo de alguma forma, porque já cheguei sabendo o que queria, as principais coisas eram: jornalismo esportivo, rádio e fotografia. Durante o período que fiquei na universidade fiz estágios voluntários e remunerados ligados ao esporte como: participação em um radiojornal em uma rádio comunitária do Augusto Franco, depois em uma rádio no interior do estado, em seguida na Aperipê FM e, enfim, cheguei à equipe esportiva da Liberdade 930 AM, afiliada da Bandeirantes de São Paulo. Lá comecei no plantão esportivo, virei setorista do Confiança, depois comecei também a fazer reportagem de campo e atualmente sou narrador esportivo. Fora o rádio, já tive diversos blogs (sozinho ou com amigos) sobre esporte, participei como colunista em alguns sites e depois, já no sexto período, consegui passar em uma seleção para ser estagiário do Globoesporte.com daqui, no qual fiquei por um ano (tempo limite do estágio) e meu chefe tentou me contratar assim que me formei, mas não deu. Três meses depois surgiu uma vaga e eu pude retornar, agora como funcionário, para um lugar que sempre foi referência para mim, um dos sites mais conceituados que fala somente de esporte. Vale ressaltar que durante o curso de jornalismo fiz estágio em outras áreas (assessoria, por exemplo) e todas elas contribuíram para minha formação. Agradeço a Deus e a todos que me deram essas oportunidades.

4. Que modificações tem percebido no jornalismo no decorrer dos anos?
Inúmeras. O jornalismo tem evoluído ao passo que a tecnologia avança, mas é necessário sempre estudar bem antes de aplicar, porque ela pode ser uma excelente aliada. Observo também que tem crescido uma cobrança quanto ao jornalista multimídia/multiplataforma, aquele que sabe fazer de tudo um pouco. Aí eu deixo a reflexão: Quem precisa ser multi, o jornalista ou a empresa de comunicação? Porque isso acaba reduzindo as vagas no mercado de trabalho. Gosto muito da tecnologia, por isso busco estar sempre bem atualizado e procuro otimizar meu trabalho a partir dos avanços dela. Hoje você pode fazer entrevista por email ou por rede social, coisa que em outros tempos você só poderia fazer pessoalmente. Não era muito meu foco trabalhar com internet, o rádio sempre foi o meu preferido, contudo como gosto de tecnologia me adaptei, até porque no jornalismo online você utiliza de tudo um pouco (foto, vídeo, texto e, às vezes até áudio com podcasts).
5. Deixe um recado para quem está iniciando a carreira jornalística.
O mercado sergipano, especificamente, tem enxugado o quadro de funcionários, não posso esconder isso. Apesar disso, se você buscar sempre fazer o melhor, sempre terá espaço. Para tanto é fundamental fazer o que gosta, assim como fiz com o jornalismo esportivo. Uma professora (Messiluce da Rocha Hansen) uma vez disse algo logo na primeira disciplina do curso para minha turma: “O jornalista não sabe de tudo, mas precisa saber de tudo um pouco”. Nunca esqueci. E não esqueçam também de que a notícia é a “atriz principal”, porém nós também temos nossa importância e responsabilidade ao noticiar os fatos. Portanto, estejam sempre abertos às mais diversas oportunidades porque elas te ajudaram em tua formação e, a partir disso, poderá decidir melhor qual caminho investirá mais, trabalhando sempre com ética, dedicação e sentindo sempre aquele “friozinho na barriga” cada vez que surgir uma nova história para contar.
]]>
Andrea Chagas <![CDATA[Mídia e Representação será o tema da III Semana da Visibilidade Trans de Aracaju]]> http://comunicacao-ufs.com.br/?p=2913 2017-02-14T13:31:40Z 2017-01-18T22:52:10Z Leia Mais]]> A III Semana da Visibilidade Trans de Aracaju: Mídia e Representação acontece em comemoração ao Dia Nacional da Visibilidade Trans (29 de Janeiro). A realização desse evento visa a reflexão e indagação sobre o  tratamento que a mídia, frequentemente destina à transexualidade e travestilidade, de forma estereotipada e pejorativa, contribuindo para uma maior exclusão social dessa comunidade já tão marginalizada e excluída compulsoriamente do convício familiar, escolar e profissional.

Surge assim a necessidade de discussão, debates e reflexões, tanto dos profissionais de comunicação, estudantes e professores(as), como outros profissionais, acerca das principais demandas da população trans, com intuito de promover uma maior visibilidade, sensibilização e conscientização da sociedade sobre suas vivências e demandas.

E diante desse assunto tão pouco problematizado a  Associação e Movimento Sergipano de Transexuais e Travestis (AMOSERTRANS) em parceria com o Departamento de Comunicação Social (DCOS/UFS) e Associação de Travestis Unidas Na Luta Pela Cidadania (UNIDAS), com apoio do Coletivo de Mulheres de Aracaju, do CRP-SE (Conselho Regional de Psicologia) e da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher – OAB/SE, convida todos e todas para participarem da III Semana da Visibilidade Trans de Aracaju que acontecerá nos dias de 29/01 à 01/02  com o tema Mídia e Representação, coordenada pela professora Renata Malta.

Abaixo segue a programação.

PROGRAMAÇÃO

Dia 29/01/2017 – Domingo – Dia Nacional da Visibilidade Trans

• 17h. – Abertura: Sarau Trans

Local: Reciclaria

Dia 30/01/2017 – Segunda

• 09h – Mesa de Abertura

Facilitadoras(es): Representantes das instituições organizadoras do evento Local: Auditório da Didática V – UFS

• 10h. – Mesa – Mídias Alternativas: um espaço de resistência Facilitadoras(es): Sofia Favero, Gian Brasil, Viviane V

Local: Auditório da Didática V – UFS

• 14h. – Oficina – Mídia: O que não fazer!??

Facilitadoras(es): Lili Drapola, Geovana Soares, Karen Venâncio

Local: Auditório da Didática V – UFS

• 19h. – Cine Debate – Vivências Trans

Facilitadoras(es): Bruna Reiza, Gustavo Marques, Suyene Correia

Local: CAA-SE/ OAB

Dia 31/01/2017 – Terça

• 09h – Mesa – Transfeminicído, causa mortis: transfobia

Facilitadoras(es): Indianara Siqueira, Jéssica Taylor, José Roberto da Silva Local: Auditório da Didática V – UFS

• 14h – Mesa – Representatividade Trans na Mídia

Facilitadoras(es): Linda Brasil, Renata Malta, Petherson Madson

Local: Auditório da Didática V – UFS

• 19h – Mesa – Segurança pública e cidadania das pessoas Trans: da invisibilidade ao reconhecimento.

Facilitadoras(es): Daniel Lima, Jordhan Lessa, Mário Leony, Daniela Lima Local: CAA-SE/ OAB

Dia 01/02/2017 – Quarta

• 09h – Mesa – Mídia, Educação e Saúde: desconstruindo a patologia Facilitadoras: Rodrigo Dornelas, Edu cavadinha, Ruhan Victor

Local: Auditório da Didática V – UFS

• 19h – Cerimônia de encerramento da III SVT – Apresentações artísticas e homenagem à Jessica Taylor e Eliana Chagas.

Local: Teatro Atheneu

]]>