$wpsc_last_post_update = 1506427393; //Added by WP-Cache Manager $wpsc_last_post_update = 1506427393; //Added by WP-Cache Manager
Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/comun306/public_html/wp-content/wp-cache-config.php:2) in /home/comun306/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase2.php on line 62
Entrevista com aluno egresso: Brucce Cabral | DCOS

Entrevista com aluno egresso: Brucce Cabral

notíciasComentários desativados em Entrevista com aluno egresso: Brucce Cabral
Brucce Cabral formou-se em radialismo no ano de 2011 na Universidade Federal de Sergipe, atualmente ele trabalha na TV Sergipe e a convite do DCOS nos concedeu uma entrevista para que nossos alunos possam conhecer um pouco mais sobre a experiência de alguém que já foi aluno da casa e hoje trabalha na área de TV.
1. O que te motivou a cursar radialismo?
Estava muito confuso para escolher uma profissão aos 17 anos e sinceramente não me enxergava em nenhum curso. Sempre tive uma afinidade muito grande na operação de câmeras de vídeo e fotográficas, além de gostar da área de informática e softwares de edição. Dentro dessas minhas características encontrei o curso de Comunicação Social Bacharelado – Hab. Radialismo.
2. Que trabalho tem desenvolvido atualmente?
Atualmente desenvolvo o trabalho de editor de imagem da Programação responsável pela área de Promo e acumulo a função de repórter no núcleo de entretenimento da Tv Sergipe.
3. Na sua opinião, qual a situação do mercado profissional para radialistas em Sergipe?
É uma área extremamente fechada e com certeza o mercado não tem como absorver todos os profissionais que saem dos cursos técnicos e das universidades (incluo nisso o curso de audiovisual da UFS). Agora, durante a crise política e financeira em que o Brasil vive, a situação está muito pior. Encontramos várias demissões nas empresas, profissionais com longos anos de dedicação sem ter para onde ir, e o pior, sem expectativas de melhora. A situação é grave, mas vejo a solução no empreendedorismo.
4. Que modificações tem percebido no fazer radialismo no decorrer dos anos?
As modificações estão diretamente ligadas à tecnologia. A tecnologia HDTV, interatividade em tempo real com os espectadores, redes sociais, feedback imediato, o público cada vez mais exigente, novas plataformas concorrentes (youtube, netflix, canais fechados, etc).
5. Conte-nos um pouco sobre a sua experiência profissional.
Ingressei na UFS em 2007 e durante o curso estagiei na extinta Tv Caju e na Secretaria de Comunicação do Governo do Estado, entretanto era lotado na produtora responsável pelos filmes publicitários do governo, a WG Produções. Me graduei na turma de 2011/2 e passei aproximadamente um ano fazendo freelances até ser contratado pelo núcleo de tecnologia da SEPLAG (Secretaria de Estado do Orçamento, Planejamento e Gestão) onde desenvolvia documentários, apresentações, algumas matérias, atualizava o site da Secretaria e fazia a cobertura de reuniões. Depois fui convidado para a SEDURB (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano, hoje incorporada à SEINFRA), onde executava reportagens de cunho social, fotografava eventos e solenidades de inauguração, elaborava peças gráficas, apresentações, etc. E finalmente em abril de 2015 fui contratado pelo setor de programação da Tv Sergipe como editor de imagens e meses depois fui convidado para o vídeo como repórter do programa de entretenimento Combinado que vai ao ar nas tardes sábado.
6. Deixe um recado para quem está entrando na carreira.
Seja observador e curioso. Nunca pense que você não pode aprender ou executar determinada coisa. O mercado de comunicação exige pessoas polivalentes e proativas. Não existe zona de conforto. Façam o máximo de cursos que você puder, aproveite seu tempo livre para melhorar seu currículo. Aqui nós recebemos muitos currículos de níveis semelhantes sem nenhum diferencial e só aquele que tem um bom diferencial com a maior gama de possibilidades dentro da empresa poderá ficar. Temos um lema aqui no setor que “de um limão, nós fazemos uma laranjada”. Não é um mercado fácil, não é um mercado amplo e a crise exige criatividade.

Comments are closed.

  • Agenda

    No Upcoming Events found!

© 2015 DCOS UFS. Todos os direitos reservados.