Seminário discute relação entre jornalismo e novas tecnologias

notíciasComentários desativados em Seminário discute relação entre jornalismo e novas tecnologias

No último dia 30, professores do Programa de Pós-graduação da Universidade Federal de Sergipe reuniram pesquisadores, profissionais e estudantes para discutir a relação entre jornalismo e novas tecnologias. O seminário contou com a presença da professora da Universidade de Brasília (UnB), Thais de Mendonça Jorge, doutora em Comunicação, coordenadora do projeto de pesquisa Jornalismo Multimodal, que estuda o uso de sistemas informatizados em redações jornalísticas de quatro países.

O Seminário Jornalismo e Novas Tecnologias teve início com a mesa-redonda “Pesquisa sobre Tecnologia aplicada ao Jornalismo no Mestrado de Comunicação/UFS” formada pelos professores Carlos Franciscato, Greice Schneider e Josenildo Guerra (DCOS/PPGCOM/UFS). Franciscato iniciou a fala lembrando que a universidade tem que ser acolhedora tanto em formar profissionais quanto em ajudar a pensar o jornalismo. “O jornalismo é um objeto dinâmico que muda com o tempo, só que agora ele está mudando muito rápido com as novas tecnologias. Então, no mestrado, buscamos estudar não só o grau, mas a forma em que a tecnologia interfere no jornalismo para que continuemos a melhorar o jornalismo que nós temos”. O professor também ressaltou aos interessados que as inscrições para o mestrado estão abertas até o dia 30 de novembro, as informações relativas ao processos estão contidas no site do PPGCOM.

Em seguida, o professor Josenildo Guerra questionou: O que faz com que o jornalismo permaneça jornalismo apesar de toda a transformação que tem sofrido?. Segundo Guerra, a resposta envolve refletir sobre os fundamentos (verdade, relevância, pluralidade) que regem a atividade e como eles podem ser operacionalizados para que possamos garantir um jornalismo de melhor qualidade. “Para alguns autores, a qualidade do trabalho jornalístico é o que o salvaria diante dessa enxurrada de informações. Pensando nesta perspectiva, como não existe métodos de aferição da qualidade suficientes em nossa área de estudo, procuramos desenvolvê-los”.

IMG_0593

Foto: Julia Freitas

A professora Greice Schneider, por sua vez, tratou da mudança de paradigmas, em especial, no fotojornalismo e como o jornalismo visual vai se configurar a partir da cultura de convergência no cenário de crise em que as organizações jornalísticas estão vivendo. Schneider falou de saídas diante da manipulação e o excesso de imagens atualmente produzidas. “Uma das possibilidades é enxergar a fotografia não mais só como uma prova, mas também como uma possibilidade de jornalismo visual através da reconstituição dos fatos”. A professora concluiu “o fotojornalismo está longe de estar morto. Podemos pensar, talvez, num renascimento desta atividade”.

Rotinas produtivas em redações integradas, foi o tema da palestra principal do evento apresentada pelo professora da Universidade Federal de Brasília (UnB), Thais de Mendonça Jorge. A professora apresentou o seu projeto Mídia Digital Multimodal em Redações Jornalísticas: um modelo computacional semântico numa estrutura digital convergente, um estudo do sistema de informação no Brasil, Costa Rica, Inglaterra e Estados Unidos que reune a faculdade de comunicação e a faculdade de computação já que o projeto é centrado em tecnologias.

IMG_0653

Foto: Julia Freitas

A questão central do projeto é saber como o jornalismo tradicional está fazendo a ponte para as novas tecnologias, a transformação para o modelo chamado de jornalismo multimodal, ou seja, muitos modos de encarar a comunicação, de se comunicar.

Thais de Mendonça Jorge tem seu estudo voltado para as rotinas, os processos, como é que os jornalistas estão mudando a forma de encarar as notícias e o que isso representa para ele, para a organização e para o próprio jornalismo. O projeto, que ainda se encontra em sua primeira fase, de mapeamento, pretende desenvolver num modelo computacional para administração de redações jornalísticas.

Para encerrar o seminário, houve o lançamento de dois livros: “Notícia em fragmentos. Análise de conteúdo jornalístico“, de autoria de Thais de Mendonça Jorge; e “Jornalismo e Tecnologias Digitais: produção, qualidade e participação”, de autoria de Carlos Franciscato, Josenildo Guerra e Lílian França (eBook disponível gratuitamente para download na internet).

Comments are closed.

  • Agenda

    No Upcoming Events found!

© 2015 DCOS UFS. Todos os direitos reservados.