$wpsc_last_post_update = 1506427393; //Added by WP-Cache Manager $wpsc_last_post_update = 1506427393; //Added by WP-Cache Manager
Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/comun306/public_html/wp-content/wp-cache-config.php:2) in /home/comun306/public_html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase2.php on line 62
Abertura da II Mostra In-Comunicações promove diálogo entre alunos e profissionais da área | DCOS

Abertura da II Mostra In-Comunicações promove diálogo entre alunos e profissionais da área

eventosin-comunicaçõesnotíciasComentários desativados em Abertura da II Mostra In-Comunicações promove diálogo entre alunos e profissionais da área

Por Rafael Amorim

Na noite desta sexta-feira, 08, iniciou no Centro de Cultura e Arte (Cultart), da Universidade Federal de Sergipe (UFS), a segunda edição da Mostra In-Comunicações, promovida pelo Departamento de Comunicaçã Social (DCOS). Durante o evento, houve o lançamento da marca e do site do DCOS, exposição de ensaios fotográficos e trabalhos produzidos pelos alunos de comunicação, além de uma mesa redonda com o tema “Imprensa sergipana no Relatório da Violência contra Jornalistas 2014 da Fenaj”, que levantou questionamentos importantes no cenário atual do jornalismo.

O lançamento da marca e do site do DCOS, anunciado pela coordenadora do curso de Comunicação Social/Jornalismo, Greice Schneider, representou uma conquista para os estudantes das três habilitações que agora possuem uma plataforma para armazenarem o que é produzido durante o curso. Para ela, a mostra é resultado do envolvimento entre professores e alunos, no qual estes últimos participam de todo o processo, garantindo uma troca de experiências significativa. Logo após, a professora Michele Tavares apresentou a última edição do Jornal Contexto, produzido pelos estudantes de jornalismo e que representa a concretização de um trabalho, fruto da interação entre as matérias do curso.

A mesa de discussão foi composta pelo vice-presidente do Sindjor/SE, Edimilson Brito, pela editora do Portal Infonet, Raquel Almeida, pelo jornalista Cristian Góes e mediada pelo professor Carlos Franciscato. Nela, foram abordados diferentes tipos de violência aos quais os jornalistas estão submetidos, além dos desafios existentes para superá-los no contexto em que estão inseridos. Para Edimilson, a mostra possibilita um contato direto com os estudantes que estarão exercendo a profissão no futuro. “O evento permite discutir temas como a violência contra jornalistas, que não vem ocorrendo apenas no estado de Sergipe, como em todo Brasil”, diz.

Quando questionada sobre a necessidade de se discutir assuntos como este entre os estudantes que estão ingressando agora no curso, Raquel afirma: “É extremamente importante, mas é um pouco assustador você saber que vai entrar em uma profissão em que pode ser cerceado da sua comunicação, do seu trabalho e ao mesmo tempo ser vítima de uma violência física”. Para a jornalista, o evento amplia o debate em relação à violência contra os jornalistas que acontece até mesmo dentro das redações.

Cristian, jornalista que ficou nacionalmente conhecido ao ser condenado por ter escrito uma ficção, enfatiza que a mostra é de importância incontestável, já que não envolve apenas jornalismo, mas a comunicação em geral. “Não existe comunicação sem liberdade. É fundamental desde já, principalmente os estudantes que estão chegando, mas que daqui a pouco, se tornarão profissionais, compreender que eles têm um norte para seu exercício profissional: a liberdade”, ressalta.

Público variado

A mostra, embora seja destinada aos alunos de comunicação, não alcança somente esse público. Tânia Simone, funcionária pública e uma das participantes do debate incitado no decorrer da mesa, acredita que o assunto da liberdade de imprensa se destina a toda a sociedade, a partir do momento em que as pessoas se vêem como cidadãs.

Para Camilla Araújo, estudante do oitavo período de jornalismo, o contato com pessoas que vivem no mercado de trabalho e já possuem experiências profissionais, é fundamental. “É preciso que eventos como esse se repitam. O que aconteceu hoje nos dá uma luz sobre a realidade, fazendo com que saibamos o que vamos encontrar lá fora”, completa.

Do outro lado e cursando o terceiro período de jornalismo está Mylena Rocha que acredita que a discussão levantada ampliou a forma de receber informações. “É imprescindível que se problematize a liberdade de expressão. Não apenas dentro da profissão que almejo, mas na maneira como recebo as informações como cidadã”, afirma.

Comments are closed.

  • Agenda

    No Upcoming Events found!

© 2015 DCOS UFS. Todos os direitos reservados.